domingo, 12 de setembro de 2010

Tradução de uma saudade.


“Êta saudade braba rondando meu coração...”, “Porque você se foi?, porque será?...”. Quantos já cantaram a saudade procurando expressar todo o sentimento em palavras?, e no final tudo é apenas um GRITO com toda a força e todo ar do nosso peito. Eu hoje estou seca, sem ar, de tanto gritar, em silêncio, minha saudade de você. Quanta paz eu sentia no teu colo, quando eu deitava, você me abraçava e cantava em meu ouvido até que eu dormisse. Quanta história do passado ouviu da tua voz rouca..., aprendi a ser forte como você. Sou tua herdeira... dos teus sonhos...; Sei que estás bem e que vem me visitar, às vezes, em meus sonhos. Um dia, há dois anos, te disse descansa em paz e vi você dormir tranqüilo, porque já tinha terminado sua missão. Quero que saiba que continuo cantando a cantiga de ninar que você me ensinou, para meus filhos... ”Não embarco na canoa porque já furou, tenho medo de água fria que já me molhou...”, quanta filosofia tinha nesta letra e eu não entendia, mas hoje entendo e assim consigo ter você sempre perto. É um sentimento tão profundo que não cabe em palavras. Recebe meu eterno abraço e até breve... Vozinho (João Silvestre Duarte). Tua neta Veridiana Duarte. 12.09.2010.