segunda-feira, 28 de junho de 2010

A falta de qualificação dos profissionais perante o SPED contábil

O dia 30 de junho de 2010 será o último dia para a entrega da escrituração contábil digital (SPED contábil), coincidentemente no mesmo dia também é o prazo final para as entregas da DIPJ.

Como já é comum, o brasileiro sempre deixa para efetuar o envio das obrigações assessórias nos últimos dias (sempre a espera daquela prorrogação que a receita federal costuma dar no final do prazo). Durante o processo de geração do arquivo do SPED, me deparei com uma falta de preparação dos profissionais que atendem no suporte do programa contábil e até mesmo o suporte da Junta Comercial.

É importante lembrar que a Instrução Normativa que instituiu a obrigatoriedade do SPED contábil para todas as “Sociedades Empresarias” tributada no Lucro Real é de 11 de Março de 2009. Sendo assim os profissionais tiveram um pouco mais de um ano para se preparar para o envio do SPED. Para os colegas que ainda não começaram a trabalhar no SPED, eu aconselho iniciar imediatamente, já que a multa para o não envio é de R$ 5.000,00.

Para finalizar vou deixar algumas dicas que serão valiosas para a conclusão do envio da Escrituração Contábil Digital:

Se o seu cliente ainda não tem o E-CPF, vá até Junta Comercial e veja como arquivar uma procuração para o contador assinar como “procurador”.

Verifique se os seus lançamentos são Débito e Crédito, se existir algum lançamento Multi-Débito, verificar se existem débitos em dias diferentes dos respectivos créditos.

Efetue o cadastro dos códigos de aglutinação (Alguns sistemas efetuam automaticamente).

Ao tentar validar um arquivo, vá até o site da Receita Federal e descubra qual a função que causou o erro.

Ao terminar de validar confira as demonstrações contábeis, erros de sistema podem fazer com que as demonstrações estejam divergentes.

Autor: Carlos Alberto R O Junior